Pular para o conteúdo principal
InicioBlogAprendizado de máquina

O que é aprendizado de máquina? Definição, tipos, ferramentas e muito mais

Descubra tudo o que você precisa saber sobre o aprendizado de máquina em 2023, incluindo seus tipos, usos, carreiras e como começar no setor.
Actualizado mai. de 2024  · 14 min leer

Conceito de aprendizado de máquina

Nesta era de transformação digital, entender as tecnologias que impulsionam a inovação não é mais um luxo, é uma necessidade. Uma tecnologia que está na vanguarda dessa transformação é o aprendizado de máquina. Este artigo tem o objetivo de desmistificar o aprendizado de máquina, fornecendo um guia abrangente para iniciantes e entusiastas. Vamos nos aprofundar na definição de aprendizado de máquina, seus tipos, aplicativos e as ferramentas usadas no campo. Também vamos explorar os vários caminhos de carreira em aprendizado de máquina e fornecer orientações sobre como iniciar sua jornada nesse campo empolgante.

O que é aprendizado de máquina?

O aprendizado de máquina, geralmente abreviado como ML, é um subconjunto da inteligência artificial (IA) que se concentra no desenvolvimento de algoritmos computacionais que melhoram automaticamente por meio da experiência e do uso de dados. Em termos mais simples, o aprendizado de máquina permite que os computadores aprendam com os dados e tomem decisões ou façam previsões sem serem explicitamente programados para isso.

Em sua essência, o aprendizado de máquina trata da criação e implementação de algoritmos que facilitam essas decisões e previsões. Esses algoritmos são projetados para melhorar seu desempenho ao longo do tempo, tornando-se mais precisos e eficazes à medida que processam mais dados.

Na programação tradicional, um computador segue um conjunto de instruções predefinidas para executar uma tarefa. No entanto, no aprendizado de máquina, o computador recebe um conjunto de exemplos (dados) e uma tarefa a ser executada, mas cabe ao computador descobrir como realizar a tarefa com base nos exemplos que recebeu.

Por exemplo, se quisermos que um computador reconheça imagens de gatos, não damos instruções específicas sobre a aparência de um gato. Em vez disso, fornecemos milhares de imagens de gatos e deixamos que o algoritmo de aprendizado de máquina descubra os padrões e as características em comum que definem um gato. Com o passar do tempo, à medida que o algoritmo processa mais imagens, ele se aperfeiçoa no reconhecimento de gatos, mesmo quando recebe imagens que nunca viu antes.

Essa capacidade de aprender com os dados e melhorar com o tempo torna o aprendizado de máquina incrivelmente poderoso e versátil. É a força motriz por trás de muitos dos avanços tecnológicos que vemos hoje, desde assistentes de voz e sistemas de recomendação até carros autônomos e análises preditivas.

Aprendizado de máquina vs. IA vs. aprendizado profundo

O aprendizado de máquina é frequentemente confundido com inteligência artificial ou aprendizado profundo. Vamos dar uma olhada em como esses termos diferem um do outro. Para uma análise mais detalhada, confira nossos guias de comparação sobre IA versus aprendizado de máquina e aprendizado de máquina versus aprendizado profundo

A IA se refere ao desenvolvimento de programas que se comportam de forma inteligente e imitam a inteligência humana por meio de um conjunto de algoritmos. O campo se concentra em três habilidades: aprendizado, raciocínio e autocorreção para obter o máximo de eficiência. A IA pode se referir a programas baseados em aprendizado de máquina ou até mesmo a programas de computador explicitamente programados.

O aprendizado de máquina é um subconjunto da IA, que usa algoritmos que aprendem com os dados para fazer previsões. Essas previsões podem ser geradas por meio de aprendizado supervisionado, em que os algoritmos aprendem padrões a partir de dados existentes, ou aprendizado não supervisionado, em que eles descobrem padrões gerais nos dados. Os modelos de ML podem prever valores numéricos com base em dados históricos, categorizar eventos como verdadeiros ou falsos e agrupar pontos de dados com base em pontos em comum.

O aprendizado profundo, por outro lado, é um subcampo do aprendizado de máquina que lida com algoritmos baseados essencialmente em redes neurais artificiais (ANN) de várias camadas, inspiradas na estrutura do cérebro humano.

Diferentemente dos algoritmos convencionais de aprendizado de máquina, os algoritmos de aprendizado profundo são menos lineares, mais complexos e hierárquicos, capazes de aprender com enormes quantidades de dados e produzir resultados altamente precisos. Tradução de idiomas, reconhecimento de imagens e medicamentos personalizados são alguns exemplos de aplicativos de aprendizado profundo.

Comparação de diferentes termos do setor

Comparação de diferentes termos do setor

A importância do aprendizado de máquina

No século 21, os dados são o novo petróleo, e o aprendizado de máquina é o motor que impulsiona esse mundo orientado por dados. É uma tecnologia essencial na era digital atual, e sua importância é inquestionável. Isso se reflete no crescimento projetado do setor, com o Bureau of Labor Statistics dos EUA prevendo um crescimento de 21% nos empregos entre 2021 e 2031.

Esses são alguns dos motivos pelos quais ele é tão essencial no mundo moderno:

  • Processamento de dados. Um dos principais motivos pelos quais o aprendizado de máquina é tão importante é sua capacidade de lidar com grandes volumes de dados e dar sentido a eles. Com a explosão de dados digitais de mídias sociais, sensores e outras fontes, os métodos tradicionais de análise de dados tornaram-se inadequados. Os algoritmos de aprendizado de máquina podem processar essas grandes quantidades de dados, descobrir padrões ocultos e fornecer insights valiosos que podem orientar a tomada de decisões.
  • Estímulo à inovação. O aprendizado de máquina está impulsionando a inovação e a eficiência em vários setores. Veja alguns exemplos:
    • Sistemas de saúde. Os algoritmos são usados para prever surtos de doenças, personalizar planos de tratamento de pacientes e melhorar a precisão das imagens médicas.
    • Finanças. O aprendizado de máquina é usado para pontuação de crédito, negociação algorítmica e detecção de fraudes.
    • Varejo. Os sistemas de recomendação, as cadeias de suprimentos e o atendimento ao cliente podem se beneficiar do aprendizado de máquina.
    • As técnicas utilizadas também encontram aplicações em setores tão diversos como agricultura, educação e entretenimento.
  • Possibilitando a automação. O aprendizado de máquina é um grande facilitador da automação. Ao aprender com os dados e melhorar com o tempo, os algoritmos de aprendizado de máquina podem realizar tarefas que antes eram manuais, liberando os humanos para se concentrarem em tarefas mais complexas e criativas. Isso não apenas aumenta a eficiência, mas também abre novas possibilidades de inovação.

Como funciona o aprendizado de máquina?

Entender como funciona o aprendizado de máquina envolve mergulhar em um processo passo a passo que transforma dados brutos em insights valiosos. Vamos detalhar esse processo:

Um guia para iniciantes sobre o fluxo de trabalho de aprendizado de máquina

Veja o fluxo de trabalho completo aqui

Etapa 1: Coleta de dados

A primeira etapa do processo de aprendizado de máquina é a coleta de dados. Os dados são a força vital do aprendizado de máquina - a qualidade e a quantidade de seus dados podem afetar diretamente o desempenho do seu modelo. Os dados podem ser coletados de várias fontes, como bancos de dados, arquivos de texto, imagens, arquivos de áudio ou até mesmo extraídos da Web.

Depois de coletados, os dados precisam ser preparados para o aprendizado de máquina. Esse processo envolve a organização dos dados em um formato adequado, como um arquivo CSV ou um banco de dados, e a garantia de que os dados sejam relevantes para o problema que você quer resolver.

Etapa 2: Pré-processamento de dados

O pré-processamento de dados é uma etapa crucial no processo de aprendizado de máquina. Isso envolve a limpeza dos dados (remoção de duplicatas, correção de erros), o tratamento de dados faltantes (removendo-os ou preenchendo-os) e a normalização dos dados (dimensionamento dos dados para um formato padrão).

O pré-processamento melhora a qualidade dos dados e garante que o modelo de aprendizado de máquina possa interpretá-los corretamente. Essa etapa pode melhorar significativamente a precisão do seu modelo. Nosso curso, Pré-processamento para aprendizado de máquina em Python, explora como preparar seus dados limpos para modelagem.

Etapa 3: Escolha do modelo certo

Depois que os dados estão preparados, a próxima etapa é escolher um modelo de aprendizado de máquina. Há muitos tipos de modelos para escolher, incluindo regressão linear, árvores de decisão e redes neurais. A escolha do modelo depende da natureza dos seus dados e do problema que você quer resolver.

Os fatores a serem considerados na escolha de um modelo incluem o tamanho e o tipo dos dados, a complexidade do problema e os recursos computacionais disponíveis. Você pode ler mais sobre os diferentes modelos de aprendizado de máquina em um artigo separado.

Etapa 4: Treinamento do modelo

Depois de escolher um modelo, a próxima etapa é treiná-lo usando os dados preparados. O treinamento envolve alimentar o modelo com os dados e permitir que ele ajuste seus parâmetros internos para melhor prever o resultado.

Durante o treinamento, é importante evitar o sobreajuste (overfitting) (quando o modelo tem um bom desempenho nos dados de treinamento, mas um desempenho ruim nos dados novos) e o subajuste (underfitting) (quando o modelo tem um desempenho ruim tanto nos dados de treinamento como nos dados novos). Você pode saber mais sobre todo o processo de aprendizado de máquina em nosso curso Conceitos básicos de aprendizado de máquina em Python, que explora os conceitos essenciais e como aplicá-los.

Etapa 5: Avaliação do modelo

Depois que o modelo estiver treinado, é importante avaliar seu desempenho antes de implantá-lo. Isso envolve testar o modelo com dados novos que ele não viu durante o treinamento.

As métricas comuns para avaliar o desempenho de um modelo incluem acurácia (para problemas de classificação), precisão e recuperação (recall) (para problemas de classificação binária) e erro quadrático médio (para problemas de regressão). Abordamos esse processo de avaliação com mais detalhes em nosso webinar sobre IA responsável.

Etapa 6: Ajuste e otimização de hiperparâmetros

Depois de avaliar o modelo, pode ser preciso ajustar seus hiperparâmetros para melhorar o desempenho. Esse processo é conhecido como ajuste de parâmetros ou otimização de hiperparâmetros.

As técnicas de ajuste de hiperparâmetros incluem a pesquisa em grade (na qual você experimenta diferentes combinações de parâmetros) e a validação cruzada (na qual você divide os dados em subconjuntos e treina o modelo em cada subconjunto para garantir que ele tenha um bom desempenho com dados diferentes).

Temos um artigo separado sobre otimização de hiperparâmetros em modelos de aprendizado de máquina, que aborda o tópico em mais detalhes.

Etapa 7: Previsões e implantação

Depois que o modelo estiver treinado e otimizado, ele está pronto para fazer previsões sobre novos dados. Esse processo envolve a alimentação de novos dados no modelo e o uso do resultado do modelo para a tomada de decisões ou análises adicionais.

A implantação do modelo envolve integrá-lo em um ambiente de produção onde ele possa processar dados do mundo real e fornecer percepções em tempo real. Esse processo é geralmente conhecido como MLOps. Saiba mais sobre MLOps em um tutorial separado.

Tipos de aprendizado de máquina

O aprendizado de máquina pode ser amplamente classificado em três tipos com base na natureza do sistema de aprendizado e nos dados disponíveis: aprendizado supervisionado, aprendizado não supervisionado e aprendizado por reforço. Vamos ver cada um deles:

Aprendizado supervisionado

O aprendizado supervisionado é o tipo mais comum de aprendizado de máquina. Nessa abordagem, o modelo é treinado em um conjunto de dados rotulados. Em outras palavras, os dados são acompanhados por um rótulo que o modelo está tentando prever. Isso pode ser qualquer coisa, desde um rótulo de categoria até um número com valor real.

O modelo aprende um mapeamento entre a entrada (atributos) e a saída (rótulo) durante o processo de treinamento. Depois de treinado, o modelo pode prever a saída para dados novos e ainda não vistos.

Exemplos comuns de algoritmos de aprendizado supervisionado incluem regressão linear para problemas de regressão e regressão logística, árvores de decisão e máquina de vetores de suporte para problemas de classificação. Em termos práticos, isso poderia se assemelhar a um processo de reconhecimento de imagens, no qual usando um conjunto de dados de imagens em que cada imagem é rotulada como "gato", "cachorro" etc., um modelo supervisionado pode reconhecer e categorizar novas imagens com precisão.

Aprendizado não supervisionado

O aprendizado não supervisionado, por outro lado, envolve o treinamento do modelo em um conjunto de dados não rotulado. O modelo deve encontrar padrões e relacionamentos nos dados por conta própria.

Esse tipo de aprendizado é frequentemente usado para agrupamento (clustering) e redução de dimensionalidade. O agrupamento envolve o agrupamento de pontos de dados semelhantes, enquanto a redução da dimensionalidade envolve a redução do número de variáveis aleatórias em consideração por meio da obtenção de um conjunto de variáveis principais.

Exemplos comuns de algoritmos de aprendizado não supervisionado incluem o k-means para problemas de agrupamento e a análise de componentes principais (PCA) para problemas de redução de dimensionalidade. Novamente, em termos práticos, em marketing, o aprendizado não supervisionado é frequentemente usado para segmentar a base de clientes de uma empresa. Ao examinar padrões de compra, dados demográficos e outras informações, o algoritmo pode agrupar os clientes em segmentos que exibem comportamentos semelhantes sem rótulos pré-existentes.

Comparação entre aprendizado supervisionado e não supervisionado

Comparação entre aprendizado supervisionado e não supervisionado

Aprendizado por reforço

O aprendizado por reforço é um tipo de aprendizado de máquina em que um agente aprende a tomar decisões interagindo com seu ambiente. O agente é recompensado ou penalizado (com pontos) pelas ações que realiza, e seu objetivo é maximizar a recompensa total.

Diferentemente dos aprendizados supervisionado e não supervisionado, o aprendizado por reforço é especialmente adequado para problemas em que os dados são sequenciais e a decisão tomada em cada etapa pode afetar os resultados futuros.

Exemplos comuns de aprendizado por reforço incluem jogos, robótica, gerenciamento de recursos e muitos outros.

Entendendo o impacto do aprendizado de máquina

O aprendizado de máquina teve um impacto transformador em vários setores, revolucionando os processos tradicionais e abrindo caminho para a inovação. Vamos explorar alguns desses impactos:

"O aprendizado de máquina é a tecnologia mais transformadora do nosso tempo. Isso vai transformar cada vertical."

- Satya Nadella, CEO da Microsoft

Sistemas de saúde

No setor de saúde, o aprendizado de máquina é usado para prever surtos de doenças, personalizar planos de tratamento de pacientes e melhorar a precisão das imagens médicas. Por exemplo, o DeepMind Health do Google está trabalhando com médicos para criar modelos de aprendizado de máquina para detectar doenças mais cedo e melhorar o atendimento ao paciente.

Finanças

O setor financeiro também se beneficiou muito com o aprendizado de máquina. Ele é usado para pontuação de crédito, negociação algorítmica e detecção de fraudes. Uma pesquisa recente revelou que 56% dos executivos globais disseram que a inteligência artificial (IA) e o aprendizado de máquina foram implementados em programas de conformidade contra crimes financeiros.

Transporte

O aprendizado de máquina está no centro da revolução dos carros autônomos. Empresas como a Tesla e a Waymo usam algoritmos de aprendizado de máquina para interpretar dados de sensores em tempo real, permitindo que seus veículos reconheçam objetos, tomem decisões e trafeguem pelas estradas de forma autônoma. Da mesma forma, a Administração de Transportes da Suécia começou recentemente a trabalhar com especialistas em visão computacional e aprendizado de máquina para otimizar o gerenciamento da infraestrutura rodoviária do país.

Alguns aplicativos de aprendizado de máquina

Os aplicativos de aprendizado de máquina estão ao nosso redor, muitas vezes trabalhando nos bastidores para melhorar nossa vida diária. Aqui estão alguns exemplos do mundo real:

Sistemas de recomendação

Os sistemas de recomendação são uma das aplicações mais visíveis do aprendizado de máquina. Empresas como a Netflix e a Amazon usam o aprendizado de máquina para analisar seu comportamento anterior e recomendar produtos ou filmes de que você possa gostar. Aprenda a criar um mecanismo de recomendação em Python com nosso curso on-line.

Assistentes de voz

Assistentes de voz como Siri, Alexa e Google Assistente usam aprendizado de máquina para entender seus comandos de voz e fornecer respostas relevantes. Eles aprendem continuamente com as suas interações para melhorar o desempenho.

Detecção de fraudes

Os bancos e as empresas de cartão de crédito usam o aprendizado de máquina para detectar transações fraudulentas. Ao analisar padrões de comportamento normal e anormal, eles podem sinalizar atividades suspeitas em tempo real. Temos um curso sobre detecção de fraudes em Python, que explora o conceito em mais detalhes.

Mídias sociais

As plataformas de mídia social usam o aprendizado de máquina para uma variedade de tarefas, desde a personalização do seu feed até a filtragem de conteúdo inadequado.

Nossa ficha de dicas de aprendizado de máquina abrange os diferentes algoritmos e seus usos

Nossa ficha de dicas de aprendizado de máquina abrange diferentes algoritmos e seus usos

Ferramentas de aprendizado de máquina

No mundo do aprendizado de máquina, ter as ferramentas certas é tão importante quanto entender os conceitos. Essas ferramentas, que incluem linguagens de programação e bibliotecas, fornecem os componentes essenciais para implementar e implantar algoritmos de aprendizado de máquina. Vamos explorar algumas das ferramentas mais populares de aprendizado de máquina:

Python para aprendizado de máquina

Python é uma linguagem popular para aprendizado de máquina devido à sua simplicidade e facilidade de leitura, o que a torna uma ótima opção para iniciantes. Ele também tem um grande ecossistema de bibliotecas adaptadas ao aprendizado de máquina.

Bibliotecas como NumPy e Pandas são usadas para manipulação e análise de dados, enquanto a Matplotlib é usada para visualização de dados. O Scikit-learn oferece uma ampla variedade de algoritmos de aprendizado de máquina, e o TensorFlow e o PyTorch são usados para criar e treinar redes neurais.

Recursos para você começar

R para aprendizado de máquina

O R é outra linguagem amplamente utilizada no aprendizado de máquina, principalmente para análise estatística. Ele tem um rico ecossistema de pacotes que facilita a implementação de algoritmos de aprendizado de máquina.

Pacotes como caret, mlr e randomForest oferecem uma variedade de algoritmos de aprendizado de máquina, desde regressão e classificação até agrupamento e redução de dimensionalidade.

Recursos para você começar

TensorFlow

O TensorFlow é uma biblioteca avançada de código aberto para computação numérica, especialmente adequada para aprendizado de máquina em grande escala. Ele foi desenvolvido pela equipe do Google Brain e é compatível com CPUs e GPUs.

O TensorFlow permite que você crie e treine redes neurais complexas, o que o torna uma escolha popular para aplicativos de aprendizado profundo.

Recursos para você começar

Scikit-learn

Scikit-learn é uma biblioteca Python que oferece uma ampla variedade de algoritmos de aprendizado de máquina para aprendizado supervisionado e não supervisionado. Ele é conhecido por sua API clara e documentação detalhada.

O Scikit-learn é frequentemente usado para mineração e análise de dados, e se integra bem a outras bibliotecas Python, como NumPy e Pandas.

Recursos para você começar

Keras

O Keras é uma API de redes neurais de alto nível, escrita em Python e capaz de ser executada sobre TensorFlow, CNTK ou Theano. Ele foi desenvolvido com o objetivo de permitir uma experimentação rápida.

O Keras oferece uma interface fácil de usar para criar e treinar redes neurais, o que o torna uma ótima opção para iniciantes em aprendizado profundo.

Recursos para você começar

PyTorch

O PyTorch é uma biblioteca de aprendizado de máquina de código aberto baseada na biblioteca Torch. Ele é conhecido por sua flexibilidade e eficiência, o que o torna popular entre os pesquisadores.

O PyTorch oferece suporte a uma ampla gama de aplicações, desde visão computacional até processamento de linguagem natural. Um de seus principais recursos é o gráfico computacional dinâmico, que permite uma computação flexível e otimizada.

Recursos para você começar

As principais carreiras de aprendizado de máquina em 2023

O aprendizado de máquina abriu uma ampla gama de oportunidades de carreira. Da ciência de dados à engenharia de IA, os profissionais com habilidades de aprendizado de máquina estão em alta demanda. Vamos explorar alguns desses caminhos de carreira:

Cientista de dados

Um cientista de dados usa métodos científicos, processos, algoritmos e sistemas para extrair conhecimento e percepções de dados estruturados e não estruturados. O aprendizado de máquina é uma ferramenta essencial no arsenal de um cientista de dados, permitindo que ele faça previsões e descubra padrões nos dados.

Principais habilidades:

  • Análise estatística
  • Programação (Python, R)
  • Aprendizado de máquina
  • Visualização de dados
  • Solução de problemas

Ferramentas essenciais:

  • Python
  • R
  • SQL
  • Hadoop
  • Spark
  • Tableau

Engenheiro de aprendizado de máquina

Um engenheiro de aprendizado de máquina projeta e implementa sistemas de aprendizado de máquina. Eles executam experimentos de aprendizado de máquina usando linguagens de programação como Python e R, trabalham com conjuntos de dados e aplicam algoritmos e bibliotecas de aprendizado de máquina.

Principais habilidades:

  • Programação (Python, Java, R)
  • Algoritmos de aprendizado de máquina
  • Estatística
  • Desenho de sistemas

Ferramentas essenciais:

  • Python
  • TensorFlow
  • Scikit-learn
  • PyTorch
  • Keras

Cientista pesquisador

Um cientista pesquisador em aprendizado de máquina realiza pesquisas para avançar no campo do aprendizado de máquina. Eles trabalham tanto em ambientes acadêmicos quanto em empresas, desenvolvendo novos algoritmos e técnicas.

Principais habilidades:

  • Conhecimento profundo de algoritmos de aprendizado de máquina
  • Programação (Python, R)
  • Metodologia de pesquisa
  • Sólidas habilidades matemáticas

Ferramentas essenciais:

  • Python
  • R
  • TensorFlow
  • PyTorch
  • MATLAB

Carreira

Habilidades essenciais

Ferramentas essenciais

Cientista de dados

Análise estatística, Programação (Python, R), Aprendizado de máquina, Visualização de dados, Solução de problemas

Python, R, SQL, Hadoop, Spark, Tableau

Engenheiro de aprendizado de máquina

Programação (Python, Java, R), algoritmos de aprendizado de máquina, estatística, design de sistemas

Python, TensorFlow, scikit-learn, PyTorch, Keras

Cientista pesquisador

Conhecimento profundo de algoritmos de aprendizado de máquina, programação (Python, R), metodologia de pesquisa, sólidas habilidades matemáticas

Python, R, TensorFlow, PyTorch, MATLAB

Como começar a trabalhar com aprendizado de máquina

Começar uma jornada no aprendizado de máquina pode parecer assustador, mas com a abordagem e os recursos certos, qualquer pessoa pode aprender esse campo tão interessante. Estas são algumas etapas para você começar:

Entenda os princípios básicos

Antes de mergulhar no aprendizado de máquina, é importante ter uma base sólida em matemática (especialmente estatística e álgebra linear) e programação (Python é uma escolha popular devido à sua simplicidade e à disponibilidade de bibliotecas de aprendizado de máquina).

Há muitos recursos disponíveis para aprender essas noções básicas. Plataformas on-line como Khan Academy e Coursera oferecem cursos de matemática e programação. Livros como "Think Stats" e "Python Crash Course" também são bons pontos de partida.

Escolha as ferramentas certas

A escolha das ferramentas certas é fundamental para o aprendizado de máquina. O Python, juntamente com bibliotecas como NumPy, Pandas e scikit-learn, é uma escolha popular devido à sua simplicidade e versatilidade.

Para começar a usar essas ferramentas, você pode seguir tutoriais on-line ou fazer cursos em plataformas como o DataCamp. Nosso curso de Fundamentos de Aprendizado de Máquina é o lugar ideal para começar.

Aprenda algoritmos de aprendizado de máquina

Depois de dominar os conceitos básicos, você pode começar a aprender sobre algoritmos de aprendizado de máquina. Comece com algoritmos simples, como regressão linear e árvores de decisão, antes de passar para os mais complexos, como redes neurais.

Trabalhe em projetos

Trabalhar em projetos é uma ótima maneira de ganhar experiência prática e reforçar o que você aprendeu. Comece com projetos simples, como previsão de preços de casas ou classificação de espécies de íris, e gradualmente pegue projetos mais complexos. Temos um artigo que explora 25 projetos de aprendizado de máquina para todos os níveis que pode ajudar você a encontrar algo apropriado.

Mantenha-se atualizado

O aprendizado de máquina é um campo em rápida evolução, por isso é importante manter-se atualizado com os desenvolvimentos mais recentes. Acompanhar blogs relevantes, assistir a conferências e participar de comunidades on-line pode ajudar você a ficar sempre a par das novidades. O podcast DataFramed e os nossos webinars e treinamentos ao vivo são uma ótima maneira de estar sempre a par dos tópicos mais populares do setor.

Considerações finais

De sistemas de saúde e finanças a transporte e entretenimento, os algoritmos de aprendizado de máquina estão impulsionando a inovação e a eficiência em vários setores. Como vimos, para começar a trabalhar com aprendizado de máquina é necessário ter uma base sólida em matemática e programação, um bom entendimento dos algoritmos de aprendizado de máquina e experiência prática em projetos.

Se você tem interesse em se tornar um cientista de dados, um engenheiro de aprendizado de máquina, um especialista em IA ou um cientista pesquisador, há diversas oportunidades no campo do aprendizado de máquina. Com as ferramentas e os recursos certos, qualquer pessoa pode aprender aprendizado de máquina e contribuir para esse campo empolgante.

Lembre-se de que o aprendizado de máquina é uma jornada. É um campo que está em constante evolução, por isso é importante estar sempre a par dos desenvolvimentos mais recentes. Acompanhe blogs relevantes, assista a conferências e participe de comunidades on-line para continuar aprendendo e evoluindo.

O aprendizado de máquina não é apenas uma palavra da moda - é uma ferramenta poderosa que está mudando a maneira como vivemos e trabalhamos. Entender o que é o aprendizado de máquina, como ele funciona e como começar, é o primeiro passo em direção a um futuro no qual você vai poderá usar o poder do aprendizado de máquina para resolver problemas complexos e causar um impacto real.

Comece sua jornada de aprendizado de máquina hoje mesmo!

Machine Learning Fundamentals

AdvancedSkill Level
16hrs
Learn the art and science of Machine Learning and come away being a boss at prediction, pattern recognition and the beginnings of Deep Learning.

Perguntas frequentes sobre aprendizado de máquina

O que é aprendizado de máquina?

Um ramo da inteligência artificial que fornece algoritmos que permitem que as máquinas aprendam padrões a partir de dados históricos para, em seguida, serem capazes de fazer previsões sobre dados que ainda não viram sem serem explicitamente programadas para isso.

Qual é a diferença entre IA e aprendizado de máquina?

O aprendizado de máquina é um subcampo da IA. Enquanto a IA faz com que as máquinas simulem as habilidades e ações cognitivas humanas sem assistência humana, o aprendizado de máquina serve para fazer com que as máquinas aprendam padrões a partir dos dados disponíveis para poder fazer previsões sobre dados ainda não vistos.

Qual é a diferença entre aprendizado de máquina e aprendizado profundo?

O aprendizado profundo é um subcampo do aprendizado de máquina que lida com algoritmos baseados em redes neurais artificiais de várias camadas. Diferentemente dos algoritmos convencionais de aprendizado de máquina, os algoritmos de aprendizado profundo são menos lineares, mais complexos e hierárquicos, capazes de aprender com enormes quantidades de dados e produzir resultados altamente precisos.

Posso aprender aprendizado de máquina on-line?

Com certeza! Considere as abrangentes trilhas de carreira on-line, Cientista de Aprendizado de Máquina com Python e Cientista de Aprendizado de Máquina com R no DataCamp, onde você vai aprender e praticar com dados do mundo real e adquirir todas as habilidades necessárias para conseguir seu primeiro emprego em aprendizado de máquina.

Preciso ir para a faculdade para me tornar um engenheiro de aprendizado de máquina?

Não, não precisa. O que realmente interessa a um possível empregador não é o seu diploma universitário em aprendizado de máquina, mas sim suas habilidades reais e conhecimentos relevantes demonstrados em seu portfólio de projetos feitos com dados do mundo real.

Por que o Python é a linguagem preferida no aprendizado de máquina?

O Python está se tornando cada vez mais popular porque tem uma sintaxe intuitiva, baixa barreira de entrada, uma enorme comunidade de suporte e oferece a melhor opção de bibliotecas especializadas de aprendizado de máquina bem documentadas, abrangentes e atualizadas que podem ser facilmente integradas a qualquer projeto de aprendizado de máquina.

O que é um modelo de aprendizado de máquina?

Uma expressão de um algoritmo que foi treinado com dados para encontrar padrões ou fazer previsões.

Como posso me tornar um engenheiro de aprendizado de máquina?

Para se tornar um engenheiro de aprendizado de máquina, você precisa adquirir uma base sólida em matemática e programação, ganhar experiência em algoritmos e estruturas de aprendizado de máquina e aprender e se adaptar continuamente ao campo em evolução, participando de projetos e mantendo-se atualizado com os últimos avanços. Uma carreira que envolva aprendizado de máquina é exigente e desafiadora, mas com muitas recompensas, inclusive um alto potencial salarial.

Como posso me preparar para uma entrevista de aprendizado de máquina?

Para se preparar para uma entrevista de aprendizado de máquina, revise os conceitos fundamentais de estatística, álgebra linear e algoritmos de aprendizado de máquina, pratique a programação e implementação de modelos de aprendizado de máquina e esteja preparado para discutir detalhadamente os projetos que já fez e suas abordagens para solução de problemas. Além disso, familiarize-se com as perguntas comuns das entrevistas de aprendizado de máquina e pratique respondê-las de forma concisa e eficaz.

Temas

Cursos de aprendizado de máquina no DataCamp 

Course

Understanding Machine Learning

2 hr
191.8K
An introduction to machine learning with no coding involved.
See DetailsRight Arrow
Start Course
Veja MaisRight Arrow
Relacionado

blog

8 modelos de aprendizado de máquina explicados em 20 minutos

Descubra tudo o que você precisa saber sobre os tipos de modelos de aprendizado de máquina, inclusive para que eles são usados e exemplos de como implementá-los.
Natassha Selvaraj's photo

Natassha Selvaraj

25 min

blog

Um guia para as principais certificações de aprendizado de máquina para 2024

Explore algumas das principais certificações de aprendizado de máquina, os requisitos para cada uma delas e como você pode aprimorar suas habilidades de aprendizado de máquina com o DataCamp.
Matt Crabtree's photo

Matt Crabtree

10 min

blog

O que é aprendizagem contínua? Revolucionando o aprendizado de máquina e a adaptabilidade

Uma cartilha sobre aprendizado contínuo: uma evolução do aprendizado de máquina tradicional que incorpora novos dados sem retreinamento periódico.

Yolanda Ferreiro

7 min

blog

O que é aprendizado de máquina on-line?

Online ML: Aprende de forma adaptativa a partir de pontos de dados em tempo real, fornecendo previsões oportunas e precisas em ambientes ricos em dados.
Abid Ali Awan's photo

Abid Ali Awan

5 min

blog

As 12 principais habilidades de engenheiro de aprendizado de máquina para iniciar sua carreira

Domine essas habilidades para se tornar um engenheiro de aprendizado de máquina pronto para o trabalho em 2024.
Natassha Selvaraj's photo

Natassha Selvaraj

11 min

blog

Como aprender IA do zero em 2024: Um guia completo dos especialistas

Descubra tudo o que você precisa saber sobre o aprendizado de IA em 2024, desde dicas para começar, recursos úteis e insights de especialistas do setor.
Adel Nehme's photo

Adel Nehme

20 min

See MoreSee More